Pêssegos recheados

Aqui não há muitos truques: os pêssegos devem estar maduros e, para “bolachas de amêndoas”, eu escolhi umas bolachas muito simples, secas e tão fáceis de esmigalhar que o fiz com as mãos. Quanto ao acompanhamento, sugiro o gelado de baunilha ao chantilly, uma vez que o contraste de temperaturas é maior.

Watrouchka

Esta foi a primeira receita do livro que experimentei e a experiência deixou-me logo vacinada para o que iria encontrar no resto do livro.
A primeira experiência não correu bem, mas voltei a faze-la, com algumas ligeiras modificações, e os resultados foram bem melhores.

Pudim de Verão

No livro 12 meses de cozinha há receitas que, desde que as leio, me deixam de pé atrás, e esta era uma delas. A primeira explicação que dão é que este pudim, considerado um clássico inglês, no século XVIII fazia parte da alimentação dos doentes que não podiam comer muito açúcar. Ora, quem é que quer uma sobremesa sem açúcar?

Tarte de ameixa

Quando comecei a magicar este projecto pensei que todas as receitas seriam deliciosas e com óptimas descrições, muito fáceis de seguir e que dessem óptimos resultados; mas esta receita veio provar-me errada.

Clafoutis de Cereja

A primeira vez que comi clafoutis foi em França. Não eram de cereja preta, como apresentado no 12 meses de cozinha mas de mirabelle, uma ameixa pequena e dourada, típica da região de Loraine, que, na realidade, mais parece uma cereja do que uma ameixa.